Atividade física no Pós Parto

Quanto tempo após o parto a mulher pode voltar aos exercícios?

Quais são os mais indicados? Ajuda ou atrapalha na amamentação?

Durante a gravidez o corpo da mulher sofre inúmeras transformações. Há o ganho de peso esperado para todas as gestações, mas também podem ocorrer ganho em excesso e muitas mulheres enfrentam um grande dilema: como retornar ao corpo prévio a gestação? Seria possível obter uma forma física melhor que antes de engravidar?

O período de resguardo (chamado de puerpério) deve ser respeitado por todas as mulheres, mesmo aquelas que estão super acostumadas a praticar atividades físicas regularmente. O resguardo varia de mulher para mulher e com o tipo de parto. O parto normal costuma apresentar uma recuperação mais rápida durando cerca de 20-30 dias. A cesárea, por ser uma cirurgia, a recuperação deve ter um pouco mais de cautela e o resguardo é em torno de 45 dias. No geral, oriento a retornar a atividade física após 45 dias, para ambos os partos. Claro que cada caso deverá ser avaliado com o seu médico.

Logo após o parto o útero continua contraindo para retornar ao tamanho prévio a gestação e aos poucos o corpo vai se recuperando. A própria amamentação também auxilia nessa período. Não se deve ter uma preocupação tão rigorosa em emagrecer logo após o parto. Devemos ter calma e paciência. Cada organismo funciona de um jeito e a recuperação pode variar de mulher pra mulher, e de gravidez pra gravidez. O resguardo serve também para melhor adaptação tanto para a nova mamãe quanto para o bebê. Ambos estão aprendendo a lidar com a rotina, se conhecendo e se adaptando. São muitas novidades. E nesse período é fundamental que a mãe evite se preocupar tanto e principalmente se cobrar demais. Uma alimentação saudável, bastante hidratação e momentos de sono tranquilo (sempre que possível) já são o suficiente.

Ao retornar as atividades físicas é fundamental o acompanhamento de um profissional capacitado. O retorno deve ser gradual, evitando os excessos logo no início. É importante sempre avaliar se já se exercitava antes de engravidar e se continuou fazendo algo durante a gravidez. Isso pode influenciar na velocidade de recuperação. Aconselhamos começar com caminhadas, abdominais leves (para ir fortalecendo a musculatura abdominal), musculação leve, Pilates, ioga ou ginástica localizada. As caminhadas ficam mais gostosas depois que seu bebê estiver liberado para sair de casa, você pode ir com ele empurrando o carrinho ou segurando-o com o sling. Para ambos os tipos de parto, após o período de repouso recomendado, é interessante conseguir combinar atividades aeróbicas com atividades que alonguem e tonifiquem a musculatura abdominal, pois quanto mais cedo se começa a trabalhar a região abdominal maior a chance de que a barriguinha volte para o lugar.

Tanto no parto normal como na cesárea não se deve iniciar esportes na água (natação, hidroginástica) antes da liberação do obstetra, que será em torno de 30 a 45 dias do parto, quando o colo uterino já estará bem fechado, evitando o risco de infecções.

A atividade física é altamente benéfica na amamentação. O ideal é praticar exercícios sempre após o esvaziamento das mamas, pois quando estão cheias atrapalham na movimentação, além de poder causar dores. Orientamos amamentar antes de começar os exercícios pois a produção de ácido lático em atividades aeróbicas pode provocar cólicas no bebê. Use sutiãs ou tops de alças largas e com reforço de sustentação para maior conforto e lembre-se sempre de não descuidar da hidratação para não prejudicar a produção de leite.

                                                      Drª Thayanna Alves Matsuda

                                                                CRM 52-964786

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *