Exercício físico e gravidez

Fazer atividade física tem se tornado cada vez mais frequente. As pessoas estão tentando buscar uma vida mais saudável e ativa, praticando algum esporte ou exercício físico, em contraste com o sedentarismo muito comum nos dias de hoje.
 
Os benefícios de quem se exercita são amplamente divulgados, e durante a gravidez, é possível praticar algum esporte? A grávida pode fazer atividade física?
Não só pode como deve!!!
 
A prática de exercícios durante a gravidez também têm seus benefícios. Há uma melhora no condicionamento físico, diminuição do risco de desenvolver hipertensão, diabetes gestacional e pré eclâmpsia. Além disso, a gestante que se mantém ativa tem um melhor controle do ganho de peso, melhora a sua disposição e ajuda a preparar o corpo para o parto, principalmente para o parto normal.
 
Lembrando que é fundamental o acompanhamento regular de um profissional de Educação Física capacitado e liberação médica.
 No pós parto a nova mamãe deve retornar os exercícios tão logo for liberada. A recuperação torna-se mais rápida, ajudando a voltar ao peso pré gestacional, melhorando o humor e restaurando as energias.
 pilates na gravidez
 
É importante falar também que a grande maioria das grávidas poderá começar a fazer atividade física ainda no primeiro trimestre. Deve-se sempre solicitar autorização do seu médico, respeitando os limites do seu corpo e a sua capacidade física. Quem já praticava atividade física antes de engravidar tem mais opções de atividades que a mulher que era sedentária e que só começou a fazer exercícios depois que descobriu a gravidez.
 
Das atividades mais realizadas nesse período encontramos o Pilates, Hidroginástica, Yoga, Alongamentos e a Musculação.
O Pilates está entre os mais procurados, pois é uma modalidade que ajuda no fortalecimento muscular, melhora a distribuição do peso corporal, alivia desconfortos lombares e prepara a região pélvica para o parto normal.
Compre online seu pacote de aulas com desconto!
 
Todos as atividades devem ser praticados com moderação e sempre supervisionados por profissionais experientes.
Em alguns casos pode haver restrições como: sangramentos, ameaça de aborto, hipertensão descompensada, contrações uterinas, entre outros.
Consulte o seu médico para avaliar suas condições de saúde e  procure um profissional capacitado para começar a se exercitar.
E você mamãe, o que está esperando para começar a se exercitar?
 
 
Dra Thayanna Alves Matsuda
Ginecologista e Obstetra
Formada em Gestação de Alto Risco pela UERJ-RJ
CRM: 52.964786

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *